Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Noite de Natal

por Tina, em 27.12.10

 

 

 

 

 

 

 

   

 

   

 

   

 

   

  

  

 

 

 

   

 

 

   

  

    

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 rabanadas de vinho tinto

 

 

 Bolo de chiffon de chocolate

 

 Pudim de ovos

 

 

 Bacalhoada com molho especial de Natal

 

 

 

 Bacalhoada e última foto é a "farrapada" ou roupa velha feita dia 25 com a bacalhoada da véspera

 

   

 

 Pão-de-ló

 

 

 

 os meus pastéis

 

 "Bilharacos" ou fofos de abóbora menina

 

 

 

 

 Arroz doce

 

 

 Formigos ou ovos mexidos

 

 

 

 rabanadas pequenas de leite

 

 Rabanadas de ovos moles

 

 

 Aletria

 

 

 

 

 

   

 

   

 

 Se pretenderem saber como confeccionar qualquer um destes petiscos, basta escrever o nome do mesmo na coluna lateral direita, onde diz:

"PESQUISAR NESTE BLOG"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)


os meus pastéis

por Tina, em 26.12.10

 

 

Bem...não são pastéis de nata, não são "cajadinhas", nada disso...

 

Apeteceu-me... é o termo exacto, não digo inventar, pois ninguém inventa nada... afinal, algures, por aí, deve haver alguém que também se lembrou de imaginar/confeccionar estes pastéis, com um ou outro ingrediente a mais ou a menos!

 

Mas...como sou amiga, vou partilhar, pois achei-os óptimos...

Ahhhh...  e podem se preferirem, polvilhar com um pouco de canela, como se faz com os pastéis de nata...

Eu gosto de canela, claro!

Mas....estes não são pastéis de nata... são os meus pastéis!

  

1 litro de leite

umas pedrinhas de sal

4 colheres de sopa cheias de açúcar

3 colheres de sopa de leite condensado

4 colheres de sopa de farinha maisena

1 colher de sopa de manteiga

2 paus de canela

1 casca de limão

umas gotinhas de essência de baunilha

6 gemas batidas e passadas num coador fino

2 embalagens de massa folhada

manteiga para barrar as "forminhas"

  

  

 

 

Misturam-se todos os ingredientes num tacho, antes de levar ao lume.

Leva-se ao lume o preparado e vai-se mexendo, sempre, com colher, sem parar, até engrossar.

Quando pronto, retira-se do lume.

Reserva-se.

Já temos ao lado as "forminhas" untadas de manteiga e forradas com massa folhada.

Verte-se umas colheradas do preparado dentro das formas e leva-se ao forno a 170º.

Quando prontos, retirar com cuidado, depois de arrefecerem um pouco.

 

 

 

Óptimos com um chazinho, um café... crocantes e com canela polvilhados...

Hummmmmmmmmmmmmm!.....

 

 

 

 

 

 

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)


regueifa de canela

por Tina, em 21.12.10

 

 

 

 

008.JPG

 

 

Pois... não gostam de canela...é isso!

Então, aconselho a preparar da mesma forma, retirando esse condimento aromático...tão saboroso...com cheirinho a NATAL!

 

Quando da preparação, aconselho a deixarem levedar dentro do forno (sem ter de o aquecer, claro, pois aí estará resguardado de correntes de ar, de frio, até!)

Então vá lá...

Para a cozinha... força!

Toca a vestir um avental e mãos à obra!

 

250g de farinha

15g de fermento padeiro

2 ovos

70 g açúcar

50g de manteiga

1 1/2 cálice da aguardente ou vinho do Porto (eu prefiro o sabor do vinho do Porto)

1,5 dl de leite

raspa de 1 limão

canela em pó q. b. (eu polvilho com bastante pois goto do paladar da canela)

1 gema ou geleia q.b. para pincelar, se pretender

 

 

Desfazer o fermento no leite morno.

Juntar 2 colheres de farinha das 250g e fazer uma bola.

Golpear em cruz e deixar levedar até crescer um pouco, em lugar seco

Noutro recipiente colocar a farinha restante, abrir uma cova e incluir dentro todos  os outros ingredientes. 

Juntar agora a bola de farinha e  fermento padeiro. a todos esses ingredientes, excepto à farinha envolvente.

Ligar com as mãos.

Só agora, por fim, incorporar a farinha que estava em volta, trabalho este sempre feito com as mãos. Deve começar-se pelos lados até ao centro.

Trabalhar sempre a massa até esta fazer bolhas.

 

Deixar levedar durante cerca de 4 horas em lugar seco.

 

Por fim, fazer uma bola e abrir no meio um buraco (com a massa obtida) e levar ao forno em tabuleiro untado e polvilhado de farinha.

Pode, se quiser, pincelar com gema de ovo ou com geleia.

Deixar cozer cerca de  meia hora ou se pretender que fique mais seca, durante mais tempo, a uma temperatura de cerca de 150º.

O forno já deve ter sido pré-aquecido a cerca de 200º.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)


Confeitos com marmelada...

por Tina, em 17.12.10

.... Para o Menino Jesus....

  

  

 

Senhora Santa Ana

Subiu ao monte

Onde se sentou

Nasceu uma fonte

Passaram os anjinhos

E beberam dela

Que água tão boa

Que Senhora tão Bela

Senhora Santa Ana

Olhos de azeitona

Vinde dar azeite

À Nossa Senhora

Não posso lá ir

Que estou ocupada

A Fazer confeitos

Com marmelada

Pró Menino Jesus

Que vem de jornada!

 

 

 

 

(Oração de minha avó)

 

 

 

 

 

SANTO E FELIZ NATAL PARA TODOS OS MEUS AMIGOS E TODOS QUANTOS ME VISITAM, BEM COMO UM ANO CHEIO DE MUITA PAZ E MUITO AMOR!

 

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 ...preparado no forno!

 

020.JPG

 

 Não...não é o tal "bacalhau assado na brasa com batatinha a murro"...

 

 

 É semelhante... mas, este é feito no forno...!

Quando não tenho possibilidades de o preparar na grelha com carvão, é desta forma que o confecciono!

 

 

      

 Acreditem...! Fica óptimo e não deve prejudicar tanto a saúde, pois segundo se ouve dizer o fumo do carvão é prejudicial à saúde!

Mas..., mesmo assim eu gosto dele preparado na brasa...ou então um peixinho fresco, um naco de carne, enfim, eu aprecio grelhados no carvão!

 

      

 

 

Mas, este foi no forno...

  

 

 

 

Postas de bacalhau do lombo  -  a quantidade que se pretender

Sal a gosto (pouco) 

Azeite q b  - de boa qualidade de azeite

Batata com casca  - a quantidade que se pretender

Sal a gosto para as batatas

 

 

Leva-se ao forno numa assadeira as postas de bacalhau ,dispondo-as lado a lado, cobertas com azeite suficiente e se pretender um pouco de sal.

 

Noutro recipiente , temos as batatas inteiras, bem lavadas, com casca.

Salpicamo-las com bastante sal.

 

Levamos ao forno bem quente a cozinhar.

Quando pronto, retiramos e damos um murro em cada uma das batatas.

 

Servimos quente, decorado com azeitonas, cebola em rodelas e uns alhinhos se pretender.

 

Habitualmente cubro o  recipiente do bacalhau com papel de alumínio, pois os salpicos queimam o forno e deixam um cheiro um pouco desagradável.

Só quase no fim, é que retiro para alourar.

Se o forno tiver grelhador em cima pode, no final, ligar essa parte, para alourar melhor e dar a sensação de ter sido confeccionado na brasa.

 

 

 

Bom apetite....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)