Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Papo Cheio

Meus Aromas e Sabores

Papo Cheio

Meus Aromas e Sabores

Dom | 27.12.09

bacalhoada.....

Tina

.......farrapada, no dia seguinte (ou roupa velha).....

 

....um prato tipicamente português e confeccionado um pouco por todo o país em época de Natal....

 

 

postas de bacalhau demolhado a quantidade pretendida

batatas descascadas a quantidade pretendida

couve penca a quantidade pretendida

ovos os que quiser (se gostar)

sal q. b.

 

 

 

Temos uma panela de água temperada com sal a gosto, ao lume até ferver em cachão.

Juntamos as batatas, que podem ser inteiras ou cortadas a meio, para não esfarelarem ao cozer.

Quando levantar fervura, juntamos os toros das couves, sem  as peles e cortadas na horizontal. (Eu costumo juntar um pouco de soda, bicarbonato de sódio, apenas a ponta duma faca, pois é prejudicial, se for demais. Isto para que as verduras não fiquem amarelas e cozam depressa).

Quando levantar fervura, juntamos as couves devidamente lavadas e cortadas não muito pequenas (folhas médias).

Quando as couves estiverem cozidas, acrescenta-se o bacalhau. Só uma pequena fervura, para não se desfazer.

Na hora de servir, escorremos bem de água...convém não deixar nenhuma água na bacalhoada, por isso devemos escorrer bem.

Esta é a minha forma de confeccionar a bacalhoada. Tudo preparado na mesma água e na mesma panela, para os sabores se juntarem.

Se pretenderem ovos cozidos, convém cozerem à parte, para não desfazermos o bacalhau e batatas ao procurá-los na panela.

Entretanto, já temos preparado um molho à parte, que pode ser servido em molheira ou já na travessa....para isso, vertemos, ou seja, regamos a bacalhoada com ele.

Mas, há quem não aprecie molho e regue apenas com um bom azeite.

 

 

molho

 

azeite q b. (bastante)

sal a gosto

1 folha de louro

uns pingos de vinagre

2 tomates maduros  ou 2 colheres de polpa de tomate pelado

2 colheres de sopa de vinho branco

1 colher de água do cozido da bacalhoada

3 cebolas cortadas às rodelas

1 dente de alho laminado

 

Num tacho,levamos ao lume o azeite, o louro, o sal, a cebola o dente de alho, o tomate e deixamos ferver lentamente.

Quando a cebola amaciar, juntamos um pouco de vinho branco, mexemos e acrescentamos um pouco da água do cozido e o vinagre. Deixa-se ferver de novo e mexe-se.

Rectificamos de novo os temperos.

Este molho deve estar quente quando for servida a bacalhoada.

Atenção: não deixar queimar.

 

 

Farrapada ou roupa velha

 

Dia seguinte, cortamos todas as sobras da bacalhoada aos bocadinhos, que colocamos num tacho com muitos alhos picados, com o molho que restou, ou simplesmente com azeite.

Levamos ao lume, sempre a mexer e, quando cozido, serve-se quentinho.

 

 

 

 

 

 

BLUMEN

2 comentários

Comentar post