Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Papo Cheio

Meus Aromas e Sabores

Papo Cheio

Meus Aromas e Sabores

Ter | 16.11.10

regueifa

Tina

 

 

 

 

 

Este visual não é o duma regueifa, com buraco no meio... como as originais regueifas...

Deveria ter esse "jeito", concordo, mas como gosto de sentir no  meio da massa aquela "massa húmida"... acabei por lhe dar a forma duma fogaça...

Porém,  não é muito diferente, diga-se de passagem!

Regueifas e fogaças são confeccionadas quase da mesma forma..

Um dia destes, trago aqui uma regueifa de canela, prometo... e com feitio de regueifa, com buraco no meio!

  

   

  

  

50 g de fermento padeiro

300 g de açúcar

1 kg de farinha trigo

sal a gosto

200 g de manteiga

250 g de leite morno

6 ovos à temperatura ambiente

1 ovo para pincelar

1 colher de café de canela

raspa de 1 limão (se  pretender pode ser de laranja, eu prefiro limão)

  

   

                                                                  

Desfazer o fermento padeiro numa chávena com um pouco de leite morno (cerca de meia chávena de leite dos 250 ml).

Depois de  desfeito, juntar um pouco de farinha e  mexer até se obter uma massa tipo dos bolos (nem muito sólida, nem muito líquida). Reservar tapado.

Isto é o crescente!

 

À parte, noutro recipiente, verter a farinha e abrir um buraco a meio onde se colocam todos os outros ingredientes. O açúcar, a canela, o sal, a raspa do limão, os ovos batidos,  o leite morno onde se juntou a manteiga e o crescente que já tinha preparado.

 

Envolver bem todos estes ingredientes, misturando-os com a farinha, com a mão ou colher.

(Eu misturo, primeiro com colher e depois com as mãos vou trabalhando a massa, de forma a obter uma massa uniforme, homogénea e consistente).

Fazer uma bola.

No caso da massa ficar muito líquida, pode juntar-se um pouco de farinha... o que não deverá ser necessário!

Polvilhar a bola com um pouco de farinha (pouco) e cobrir com um pano.

Deixar levedar em lugar seco, fora de correntes de ar.

Se se preparar a massa de noite, deve levar-se ao forno a cozer só pela manhã.

Se se fizer de manhã a massa, deve-se cozinhar pela noite.

Portanto, o tempo para "levedar" não deverá ser inferior a 5 horas!

 

Quando levedar, polvilhar uma bancada de farinha e tender a regueifa ou regueifas (pois esta massa dá para duas regueifas se tiver buraco no  meio).

Pode fazer-se do feitio que se pretender.

Pode até prepará-la já no próprio tabuleiro que vai ao forno.

 

Colocar em tabuleiro untado de manteiga e polvilhado de farinha ou então em cima de papel vegetal untado.

Pincelar com ovo batido e polvilhar por cima um pouco de açúcar.

Levar a cozer ao forno que já está pré-aquecido a 200º.

Quando introduzir a regueifa no forno baixar a temperatura para 160º.

Colocar no tabuleiro inferior para que a massa coza bem por baixo e não queime demasiado em cima.

 

 

Comer às fatias, torradinha, com compota, geleia, manteiga, queijo e acompanhar de um chazinho gostoso.... Por mim, pode ser de erva cidreira...Ou então um café com leite, um cafezinho leve ou apenas leite...

Como pretenderem!

Bom proveito!

 

 

 

 

BLUMEN

9 comentários

Comentar post