Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Hoje, nem sabia que cozinhar ao almoço!...

Como estou próximo das férias, habitualmente, costumo controlar-me na compra de alimentos...

Uma vez que gosto de aproveitar esta época do ano, para fazer uma limpeza geral à arca e despensa, tentando no fim das férias, renovar o stock, vou imaginando receitas com aquilo que ainda possuo, para assim, ficar completamente nas "lonas"...

 

E, eis que abri a arca, no intuito de preparar algo para o almoço.....

Encontrei:

 

- 2 pacotes de miolo de gamba

- 2 pacotes de angulas ou gulas

- 1 molhinho de coentros lavados (que costumo congelar, também)

- 1 molhinho de salsa lavada (que costumo congelar, também)

 

Na despensa procurei:

 

- azeite ( q. b.)

- sal (a gosto)

- 3 ou 4  malaguetas de piripíri (pequenas)

- 5 rodelinhas de chouriço, que cortei em cubinhos pequenos

- 6 ou 7 dentes de alho laminados

 

Fui para a cozinha e comecei por cobrir o fundo dum tacho com azeite, onde acrescentei  4 alhos picados, o chouriço cortado aos cubos pequenos, 2 malaguetas de piripíri e o sal (a gosto).

Levei ao lume por uns segundos e juntei, de imediato, antes que os alhos se queimassem, o miolo de gamba, bem espremido  (depois de descongelado).

Voltei a levar ao lume médio, sempre mexendo com colher, para não queimar, até que o miolo ficasse bem frito.

Por fim, juntei a salsa e coentros picados.

Voltei a mexer e retirei do lume.

Reservei.

 

Noutro tachinho, cobri o fundo com azeite, onde juntei os restantes alhos laminados, bem como um pouco de piripíri e um pouco sal (tudo a gosto de cada um).

Levei ao lume até aquecer o azeite e juntei as angulas, ou gulas (já descongeladas e espremidas de água).

Mexi até ficarem bem impregnadas no molho e bem fritas.

Reservei, também.

 

Noutro tacho com água a ferver, um pouco de sal e um fio de azeite, acrescentei o equivalente a 4 ou 6 pessoas, em massa esparguete até esta cozer "al dente".

Retirei do lume, escorri.

 

Verti para dentro do tacho onde se encontrava a massa, o miolo de gamba com o molho, e as angulas com o respectivo molho.

 

Envolvi tudo e voltei a levar ao lume até a massa fritar um pouco nesses ingredientes e tudo ficasse bem impregnado e bem misturado.

Retirei do lume.

 

Servi imediatamente ..... !

Mas que petisco divinal, acreditem!....

 

 

 

(Tina)

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)


Carapauzinhos do nosso mar fritos

por Tina, em 29.06.09

 

 

Uma receita vulgaríssima e muito fácil de se preparar......no entanto, venho trazer aqui, simplesmente um "cheirinho".

 

No passeio que postei no meu blog "Natureza", no passado sábado, dia 27, referi, mostrando na Praia da Vieira e em Pedrógão a "pesca artesanal" (Arte Xávega).

 

Na sequência dessa pesca, captei com a câmara, alguns exemplares de peixe, acabados de serem capturados pelos pescadores que, na lota da  Praia da Vieira, os vendiam.

 

A decisão foi logo imediata! - Trazer peixe fresco para casa,  comprar algum gelo, bem como uma geleira para o transportarmos e  protegermos do calor.

 

 

Dia seguinte, comecei por preparar os carapauzinhos.

Retirei tripa, lavei e salpiquei-os de sal grosso.

Mantive-os assim , apenas, durante alguns minutos.

 

 

 

 

Limpei-os de sal e humidade, passei-os por farinha e fritei-os em óleo quente. 

 

 

De seguida, deixei que escorresse algum excesso de  gordura, em papel absorvente.

 

 

 

 

Servi de imediato, acompanhado de um arroz de pimentos e tomate e uma saladinha mista, fresquinha.

 

 

 

 

Bem.......e segredo-vos, cá entre nós!

Espinhas, cabeças e rabos de peixe...nem vê-los!

Comeram tudo!

 

  

 

Bom Apetite!!!!!

 

E, se conseguirem, alguma vez, este peixinho, podem enfiar vários, num palito (nos olhos) e fritar desta forma, depois de os passar por farinha.

 

 

 

 

(Tina) 

 

 

 

 

BLUMEN

Autoria e outros dados (tags, etc)